Sua marca precisa de influência, não números!

Entendendo o mito dos números

Quanto de influência a sua marca tem? Quando falamos sobre influência digital, ou melhor, o poder de uma marca, não estamos falando especificamente sobre números, apesar de estarmos falando sobre números.

Na última postagem, falamos sobre como empresas, marcas e “digital influencers” utilizam sistemas de automação para alavancar seguidores, e supervalorizam numero de seguidores ou a contagem de impressões. Porém, o valor que colocamos nesses números precisam ser repensado e reconsiderado. Isso é recorrente com nossos clientes pois todos querem um número impressionante de seguidores. Que valor tem se não correlaciona a nada? Falamos aqui na agência que há uma diferença entre largura e profundidade. Números é largura, mas nosso papel é trazer profundidade. Vou explicar melhor.

NUMEROS NÃO SÃO NADA.

Demos alguns exemplos no último post, mas aqui vamos tentar ser mais tangíveis. O mundo do marketing digital está completamente cego em termos de “numero de seguidores”, “numero de visualizações” e “numero de impressões”. No mundo das mídias digitais acreditam, de forma geral, que quanto mais impressões o conteúdo tem, maior é o sucesso. Um exemplo claro são os anúncios no Youtube. Muitas empresas se contentam com números altos de 100,00–200,000 visualizações do anúncio pre-roll (pre-roll = aquele vídeo chato que vem antes do vídeo que você realmente quer ver). O que acontece é que a maioria das pessoas estão clicando como um lunático no botão “Pular” para ver o que realmente queriam ver. Ele somente visualizou os 5 segundos obrigatórios. Qual foi o retorno?

SEGUIDORES SÃO IRRELEVANTES.

O mesmo acontece com o número de seguidores. Esse número só vale algo se essa audiência realmente consome e se importa com o seu conteúdo. Recentemente estava fazendo pesquisa de mercado para um cliente, o qual atua na area médica. Encontrei uma profissional que trabalha com mídias digitais e faz a consultoria de marketing (todos agora estão fazendo isso ou é impressão minha?). No perfil dela há mais de 190mil seguidores. Obviamente, fui ver como estava as curtidas e comentários. Apesar de número impressionante de seguidores, com apenas 62 fotos publicados em 3 meses, percebi que a contagem de curtidas estava super baixo. Os comentários eram aqueles comentários completamente genéricos de bots. Dando uma pesquisada utilizando algumas ferramentas, ficou claro que ali nada valia. Havia somente uma postagem que realmente incitava interação com o público. Esse post não havia nenhum engajamento. Porém, vende consultoria na área. Percebe que há algo de errado?

BRINCANDO COM NÚMEROS REIAS.

Então imagina o seguinte: você tem 30.000 seguidores, e 15.000 compram seu e-book porque você fez uma campanha digital bem feita (tanto no Facebook quanto no Instagram). Isso significa que 50% do seu público acredita que seu conteúdo tem o valor o suficiente para comprar algo especifico da sua marca. Isso também significa que mais do que 50% visualizou essa campanha. Em termos leigos: você tem valor.

Agora vamos usar nossa amiga consultora como exemplo. Você tem 190.000 seguidores, mas quando você posta algo, você tem 30 curtidas e zero de comentários. Isso é menos de 1% de engajamento (sendo que comentários REAIS valem mais do que curtidas). Isso significa que esses 190.000 seguidores NÃO TEM VALOR. Por quê? Se há zero de engajamento pode ser por uma de duas razões: ou eles (seu público) não importam com seu conteúdo (seu conteúdo não tem valor para eles) OU eles não são reais. De qualquer forma, o número não significa nada pois não representa um valor real.

EM BUSCA DE ATENÇÃO.

O que estamos falando aqui é sobre atenção e como essa atenção é consumida/utilizada. Portanto, está na hora das empresas e marcas pensarem não em quantidade de pessoas que estão visualizando o conteúdo, mas como aquilo que está sendo apresentado para o público está representando a marca, e principalmente o valor desse conteúdo para o público. Tente observar como as pessoas interagem com anúncios ou postagens. O que está levando aquela pessoa a comentar, curtir ou compartilhar? O que faz com que a pessoa assista um anúncio de 15 segundos e clique em um link?

Não são formulas de lançamentos que vão converter sua audiência, é como você e sua marca se importam com seu público. Preocupa-se com a atenção da usa audiência.

Hoje, em termos de alcance orgânico, Instagram lidera. De 300 seguidores, quase 150 vão visualizar sua postagem (em termos orgânicos). Não temos isso em nenhuma outra plataforma. Snapchat, apesar de estar em baixo aqui no Brasil, tem grande potencial — especialmente se seu demográfico é para 11–17 anos de idade. A maneira como os Snaps (e até mesmo o Instagram Stories) funcionam é de consumo imediato.

No final da história, o que vale é como você se importa com o que você posta. Pensa em qualidade sobre quantidade (apesar de quantidade levar à qualidade…. mas isso é assunto para outro post). É profundidade (conteúdo criado para seu público alvo) ao invés de largura (pensando somente em números). Lembre-se sempre de que o alcance não representa valor e o número de seguidores não significa que você tem uma audiência. Pare de ficar otimizando suas estratégias pensando em alcançar mais pessoas, mas concentre-se no público que você já tem, e crie algo de valor para eles. Isso é sucesso digital. Isso é verdadeira influência.

Share it